Veja Também
Carregando...



Parabéns, você acaba de adquirir um filhote que provavelmente será seu parceiro por muito tempo, para que a chegada deste filhote em sua casa lhe traga apenas alegrias, estaremos fornecendo neste manual algumas informações importantes e que deverão ser seguidas com muita atenção:

O COMEÇO: Lembre-se que é natural que seu filhote sinta-se apreensivo e com medo ao chegar pela primeira vez em sua casa, ele está num ambiente novo e acaba de ser separado de sua família. É importante que desde o primeiro momento ele identifique que este será um lugar seguro. Você pode fazer com que ele sinta isso de várias maneiras, mas o mais importante é que ele descubra que ali é seu novo lar. Para isso coloque uma caminha quente e fofa em um local da casa onde será o seu canto de dormir, neste mesmo ambiente seja ele a sala, o quarto ou a área de serviço, você deverá colocar também seu comedouro e bebedouro além de um tapete higiênico onde ele possa fazer as suas necessidades. Esse ambiente deve ser organizado da seguinte forma: de um lado a caminha, no meio os pratinhos e em outro canto extremo a estes dois o tapete higiênico. Afinal ninguém gosta de dormir ou comer no banheiro não é verdade! Na primeira noite é normal que ele sinta-se sozinho e com saudades da sua mamãe, então para amenizar seu sofrimento você deverá colocar em sua caminha um relógio de corda (imitará a batida do coração da mãe) ou alguma roupa antiga sua que tenha o seu cheiro, ou ainda um rádio tocando uma música calma bem baixinha. É preferível tomar essas precauções a correr cada vez que ele chorar o que vai deixá-lo manhoso.

Não esqueça que ele é um bebe e ainda não tem noção do tamanho de sua casa por isso uns 10 minutos depois que ele fizer as refeições deverá ser levado ao tapetinho higiênico para que faça as suas necessidades.

Escolha um nome com no máximo três silabas e que acabem em vogais, será mais fácil para ele gravar.

O KIT BÁSICO: Assim como um bebê seu filhote também vai necessitar de um enxoval que deverá ser composto com os seguintes elementos:

1) Caminha (escolha um modelo apropriado à raça do filhote);

2) Comedouro (a ração deverá ser fornecida 3x ao dia);

3) Bebedouro (o filhote deverá ter água sempre fresquinha a disposição durante todo o dia e noite);

4) Ração para filhotes: É muito importante que seu filhote não troque a alimentação no primeiro mês em que estiver com você, principalmente se já estiver recebendo uma ração de boa qualidade. A troca brusca de ração pode levar seu filhote a problemas intestinais sérios e que podem inclusive leva-lo a morte, lembre-se disso. Ele deverá receber a ração 3x ao dia, nunca misturada à água (com exceção das papinhas de desmame). Você pode oferecer a ração, deixar por 15 minutos para que ele coma e retirar logo depois, voltando a fornecer no próximo horário. Mas caso você não possa seguir esse roteiro então coloque a ração no comedouro duas vezes ao dia em pequenas doses e deixe para que ele coma à medida que for sentindo fome. Siga a quantidade de ração recomendada, não exagerando na quantidade o que também pode provocar diarréia ou fezes amolecidas. Caso a troca seja necessária é importante que ela seja efetuada de forma gradual, converse com nossos vendedores ou médico veterinário para saber a melhor forma de fazer isso.

 5) Tapete Higiênico (o tapete higiênico além de já conter um atrativo que atrai o filhote ao local ainda é mais seguro para o filhote, além de não sujar seu pelo com a tinta como no caso dos jornais);

6) Pente ou rasqueadeira: Conforme a raça do seu filhote é importante que ele aprenda a ser escovado desde pequeno e que a escovação seja feita pelo menos 3x por semana, evitando assim a formação de nós ou a queda excessiva de pelos.

7) Shampoos e Perfumes: Seu filhote não deverá ser levado a clinicas estéticas antes de completar todo o seu esquema de vacinação, caso você ache que ele necessite de um banho antes disso será mais recomendado que ele seja feito em casa, seguindo cuidados básicos que ensinaremos mais adiante. Para isso escolha shampoos e condicionadores específicos para filhotes de marcas conhecidas e seguras. Você poderá fazer uso de perfumes ou gel de limpeza para momentos em que o banho seja impróprio.

8) Atrativo Sanitário: Existem atrativos sanitários que podem ser colocados nos locais onde se deseja que o filhote faça as necessidades.

9) Brinquedos: É importante que o filhote tenha a disposição brinquedos de látex ou similar (seguros e específicos para o seu tamanho) e ossos de couro digerível com isso ele terá com o que se divertir e não vai lembrar que você usa chinelos ou que tem móveis muito interessantes

OS CUIDADOS VETERINÁRIOS:

Vermifugação: Sempre que retiramos um filhote da sua ninhada é recomendado que ele tome uma dose de vermífugo porque mesmo que ele tenha sido everminado junto com seus irmãozinhos ele poderá ter se reinfestado nas brincadeiras. Então é importante escolher um vermífugo apropriado ao seu peso e idade, converse com o veterinário que ele vai ajudar a pesar o filhote e indicará o vermífugo apropriado. Lembre-se que seu filhote deverá ser everminado por toda a vida, seguindo esquemas de vermifugação que vão desde o uso mensal até o uso espaçado de três em três meses ou de seis em seis meses, conforme o medicamento a ser usado.

Vacinação: Os cães devem receber a vacina Óctupla que previne oito doenças importantes são elas: parvo virose, cinomose, para influenza canina, hepatite infecciosa canina, leptospirose, corona virose. Normalmente a primeira dose é dada até os 60 dias e são repetidas mais 3 (três) doses de reforço a cada 21 dias. Aos 120 dias de idade depois de ter tomado todas as vacinas Óctupla também é feita à vacina contra a Raiva.

Após essas vacinas ainda é recomendado à vacina contra gripe canina ou "tosse dos canis" que previne o vírus da Para influenza, Adenovírus Tipo 2 e Bordetella bronchiseptica.

E agora já existe também a Giardiavax que é uma vacina inativada contra a Giardíase Canina.

E o mais importante é que você não deve esquecer é que seu filhote não deverá sair de casa antes de completar todo o esquema de vacinação, porque ele só estará realmente protegido 15 dias após o termino da última vacina, ou seja, seu filhote só poderá sair à rua, passear em parques, circular pelo seu pátio (a menos que ele seja fechado, livre de vírus e completamente isolado da rua) ou pelo seu condomínio depois que estiver totalmente vacinado, antes disso ele corre o risco de contrair uma doença e morrer por isso.

O BANHO: Caso o banho se faça necessário e você opte por fazer em casa, lembre-se que a água deve estar em uma temperatura agradável, não pode haver correntes de ar, os ouvidos devem ser protegidos com algodão (não esqueça de retirar depois), os shampoos devem ser apropriados para filhotes e acima de tudo ele deve ficar completamente seco (use um secador de cabelos) evitando assim o aparecimento de fungos ou dermatites.

PREVENINDO ACIDENTES: Filhotes são como crianças, sem noção de perigo e facilmente podem sofrer acidentes fatais. Então vale seguir algumas recomendações:

Tenha cuidado com as janelas e sacadas;

Informe-se sobre plantas tóxicas e elimine-as de sua casa ou pelo menos de seu alcance;

Tenha muito cuidado com fios elétricos (cabos de TV, geladeira, rádios...) eles podem achar interessante e roer algum deles;

Eles normalmente são pequenos e por isso é preciso cuidar para não pisa-los, cair sobre eles ou passar com carros sobre eles.

Nunca os deixe soltos próximo a ruas e avenidas onde possam ser atropelados com facilidade lembre que eles estão proibidos de sair à rua antes das vacinas!

Cuidado com outros animais domésticos que podem não gostar de algumas brincadeiras.

Todo cuidado é pouco ma em caso de qualquer acidente leve-o imediatamente ao médico veterinário, não espere para depois e não tente medica-lo em casa, alguns medicamentos humanos podem ser fatais se administrados.

REGRAS BÁSICAS: Os cães vivem em grupo (matilhas) onde o mais forte é o líder e seu filhote irá disputar com você e sua família desde o primeiro instante para saber quem é o líder. Vocês precisam ser fortes, mas isso não significa bater ou maltratar o seu cãozinho. Não faça com ele o que não gostaria que fizessem com você. Eles aprendem muito mais na base da gratificação (um ossinho, um petisco...) do que através de gritos ou pancadas. Lembre-se que ele quer atenção sempre, seja ela boa ou ruim, então prefira elogiar e recompensar quando fizer algo certo a gritar ou bater quando fizer algo errado. O resultado será surpreendente e você terá um grande amigo. Caso seja necessário procure ajuda profissional contratando um adestrador ou conversando com seu veterinário.