Projeto de Canil


Assim como nossas casas, os canis possuem uma série de características específicas e necessidades que precisam ser atendidas. Construir um canil que atenda às expectativas de seu cão e ao mesmo tempo facilite a sua vida, em termos de limpeza e manutenção, não é difícil, basta se preocupar com alguns detalhes:

1 – Determine o tamanho
Os canis devem ter uma área descoberta e outra coberta e fechada. Na área fechada, que chamaremos de quarto, os cães não necessitam de muito espaço, aliás, eles nem gostam. O importante é que haja espaço suficiente para que o cão possa se deitar e uma sobra para se virar. Já na área descoberta, que chamaremos de solário, é importante ter um espaço maior, se possível grande o suficiente para que o cão possa se movimentar com liberdade.
Para facilitar preparamos uma pequena tabelinha:

Tamanho dos Cães

2 – Escolha o local
Dê preferência para locais que recebam o sol da manhã, principalmente na área aberta, que deve ser bem iluminada. Locais que recebem sol constantemente são muito mais saudáveis e fáceis de limpar.

3 – Durante a construção
Tijolos de barro são ideais para as paredes do quarto. Eles aumentam o conforto térmico. A colocação de azulejos aumenta a durabilidade, impedindo que os cães “furem” as paredes, e facilita a limpeza. Um teto de laje coberto por um telhado aumenta muito o conforto, principalmente em regiões mais frias e nos dias de sol muito forte.
A porta de entrada deve ter medidas que facilitem a nossa entrada e saída. Apesar de o cão se sentir mais confortável com portas com abertura menor, as nossas batidas de cabeça na hora da limpeza e manutenção não valem o benefício.
Fique atento aos sistemas hidráulico, elétrico e sanitário. Você vai precisar de um ponto de água próximo ao canil, luzes para mantê-lo iluminado caso seja necessário e uma caída de 5 a 8 % que facilite a lavagem, com saída para o esgoto ou a fossa. Instale um bebedouro automático, fixado à parede, fora do quarto, próximo à porta.

4 – Últimas dicas
O piso deve ser de material antiderrapante. Pisos lisos aumentam os riscos de desenvolvimento de doenças articulares, como a displasia coxo-femural.
Um tablado de madeira colocado na parte interna mantém o cão aquecido, seco e evita a formação de calos. Dê preferência para madeiras duras, mais fáceis de limpar e resistentes, como o ipê ou o roxinho.
Cercas e paredes devem ter, no mínimo 1,5 metros de altura. No caso de raças muito agressivas ou com facilidade para saltar, 2 metros é o ideal.
Grades e telas de metal costumam enferrujar com o tempo, devido à ação da urina. Construa uma mureta de 50 cm de altura e coloque-as acima.
por Alexandre Bacelar