Veja Também
Carregando...


DESCRIÇÃO:

IVERCANIS é um potente Sarnicida, cujo principio ativo é a Ivermectina, endectocida do grupo das lactonas macrocíclicas. A ação da Ivermectina contra os parasitas se relaciona à inibição da motilidade do parasito. Sabe-se hoje que essa molécula se liga seletivamente com alta afinidade aos canais de íon cloreto ligados ao glutamato nos nervos e nas células musculares dos invertebrados. Esses canais podem ocorrer bem próximo aos locais ligados ao GABA (ácido yaminobutírico). A Ivermectina assim como outras lactonas macrocílicas pode potencializar a atividade do GABA nos pontos de ligação em doses maiores. Nos artrópodes o local primário de ação é a junção mio-neural, sendo o influxo de íon cloreto fator de diminuição da resistência da membrana celular com conseqüência hiperpolarização do potencial de repouso  das células pós-sinápticas. O resultado final é uma paralisia flácida do parasito, que perde fixação e morre. Existem também mecanismo de interferência na reprodução dos parasitos, mas isto ainda não está bem esclarecido.

FÓRMULA:

Cada comprimido contém:
Ivermectina ................................................................... 3,0mg
Excipiente q.s.p. ............................................................ 180,0mg

INDICAÇÕES:

IVERCANIS, tem como componente ativo a Ivermectina, um agente ectoparasiticida, indicado para o tratamento da Sarna Sarcóptica causada por Sarchoptes Scabiei (var.canis).

POSOLOGIA:

Administrar por via oral, 1 comprimido contendo 3mg de Ivermectina, para cada 15 Kg de peso corporal, (equivalente a 0,2mg/Kg/dia), em dose única.
Em casos de infestações severas, em estágio de evolução adiantado, a dose poderá ser repetida uma ou duas vezes, com intervalos de 7 dias, a critério do Médico Veterinário, para controlar ninfas resultantes da eclosão dos ovos, não atingidos pelo tratamento inicial.

EFEITOS ADVERSOS:

Eventualmente podem ser observadas, ataxia, incoordenação, tremores, convulsões, hipersalivação, sonolência, depressão/letargia, alterações comportamentais, midríase, vômitos, diarréia e anorexia. Estes efeitos desaparecem após a suspensão temporária da droga ou redução da dosagem.

CONTRA-INDICAÇÕES:

Não administrar o produto em cães da raça Collie, Pastor de Shetland, Border Collie, Old English Sheepdog, Australian Sheepherd (Pastor Australiano) e nos cruzamentos destas raças. Recomenda-se o acompanhamento rigoroso das raças Galgo Afegão, Saluki, Whippet, Greyhound e Samoyed submetidos á terapia.
Há evidencias de que esses animais apresentam maior sensibilidade à Ivermectina, componente ativo do IVERCANIS.

IVERCANIS não é recomendado para filhotes de qualquer raça com menos de 6 semanas de vida e em cadelas em período de gestação ou lactação

APRESENTAÇÃO:

Caixa com 4 comprimidos