Veja Também
Carregando...

Vacina é aplicada em cachorras que têm donos em Tibagi, no Paraná.
Campanha começou na quarta-feira (12/08/2015); 40 cadelas foram vacinadas.



A Secretaria Municipal de Saúde começou a aplicar vacina anticoncepcional em cadelas que têm donos em Tibagi, na região dos Campos Gerais do Paraná, na quarta-feira (12). A medida pretende prevenir a propagação de zoonoses e diminuir a quantidade de animais nas ruas.
No primeiro dia, 40 cachorras da Vila São José foram vacinadas. A campanha continua na quarta-feira (19), nos bairros Nequinho, Bom Pastor, Divina Providência e Santa Paula. O serviço não tem custo para os donos e deve ser repetido a cada seis meses, para garantir a eficácia.
De acordo com veterinário responsável pela vacinação, Fabiano Carneiro de Oliveira, existe uma fase certa para aplicar o anticoncepcional. “Temos o cuidado de não dar a vacina quando a cadela está prenha, o que pode causar infecções no útero. Optamos por vacinar quem tem dono porque é mais fácil de saber a situação do animal", explica.
Fabiano afirma que o uso do anticoncepcional aumenta a incidência de tumores nos animais. No entanto, segundo ele, tomar a vacina não significa que a cadela terá, necessariamente, câncer de mama, por exemplo.
“A vacina não causa o câncer. O que ocorre é que, se houver predisposição para ter o tumor, o anticoncepcional acaba acelerando o processo. O índice é baixo: de 1000 cadelas que tomam a vacina, 50 têm o tumor”, explica.
Ainda conforme Fabiano, a prefeitura não tem verba e local para oferecer castração gratuita aos moradores. "Por enquanto, o que podemos oferecer é a vacina anticoncepcional. É melhor arriscar do que ter seis ou sete cachorrinhos abandonados pelas ruas a cada cachorra prenha", explica.
Fonte:www.g1.globo.com