Veja Também
Carregando...

Uma ONG de proteção animal de Rio Verde (204 km de Goiânia) informou nesta quinta-feira (31) que já há "fila" de interessados em adotar um filhote de gato de dois meses resgatado na última segunda-feira (28), pelo Corpo de Bombeiros, de dentro de um motor de carro. De acordo com o veterinário que atendeu o filhote, Osmar Ferreira, o estado de saúde do animal é considerado grave.
Segundo Ferreira, além de ter sido sugado e prensado, o filhote também está abaixo do peso, desidratado e desnutrido. “É preciso esperar um período de cinco a sete dias de recuperação”, disse. O animal passou por uma cirurgia de reconstituição de parte do intestino, que acabou perfurado.
Hoje, o Corpo de Bombeiros da cidade divulgou o vídeo que mostra como foi feito o resgate do filhote –o tubo, por exemplo, precisou ser serrado. Internado em uma clínica veterinária, o animal ainda espera definição sobre seu futuro.



Segundo Aline Failla, membro da ONG Arpa (Associação rioverdense de proteção animal), que pretende conseguir um lar para o bicho, a meta é que, uma vez salvo e com interessados em adotá-lo, o filhote não precisará ser encaminhado a um centro de controle de zoonoses.
Para o locutor Fernando Di Paula, morador de Rio Verde, casos de animais abandonados no município são comuns. “É triste ver tantos bichinhos largados pela cidade. Todo mundo tenta se mobilizar, mas é complicado cuidar de todos”, constatou.
Como muita gente tem visitado o gatinho, segundo a ONG, a entidade aproveitou para pedir às pessoas "que tenham mais cuidado" com filhotes e outros animais abandonados. "O que estranhamos é que tem tanto gato para doação e ninguém os quer; agora, só porque este ficou entalado em uma peça de um carro, todo mundo quer. As pessoas deveriam ter mais senso e ver que não é somente este animal que precisa de um lar", avaliou Aline.