Veja Também
Carregando...

O primeiro código de comunicação inclui contato físico, gesto e voz.

Os filhotes entendem a linguagem corporal dos humanos; a partir disso, é aconselhável sincronizar movimentos durante os exercícios que o cãozinho deverá aprender. Se a expressão corporal do tutor não coincidir com a ordem que o filhote deverá receber, ele mostrará insegurança.
Segundo especialistas, o contato físico do dono com o filhote é um dos vínculos principais, pois se o cãozinho pressentir faltas de carícias do tutor, a aprendizagem será mais difícil.
Para um bom adestramento, além do contato físico, é necessário falar com o cãozinho com timbre de voz firme, não havendo a necessidade de gritar com ele.
 Um dado importante é que sempre se deverá utilizar as mesmas palavras para idênticas ordens.

Por Andressa Araújo
Agência Portal da Cinofilia / São Paulo-SP
Fonte:www.portaldacinofilia.com.br